registos, leituras, ecos, palavras, imagens, gestos, passos de dança e ensaios de voo...
aromas e sabores que (a)guardo carinhosamente





sábado, 10 de abril de 2010

jardim secreto


(Photo by Kyokosphoto on deviantART)

"É apenas o começo. Só depois dói,
e se lhe dá nome.
Às vezes chamam-lhe paixão. Que pode
acontecer da maneira mais simples:
umas gotas de chuva no cabelo.
Aproximas a mão, os dedos
desatam a arder inesperadamente,
recuas de medo. Aqueles cabelos,
as suas gotas de água são o começo
apenas o começo. Antes
do fim terás de pegar no fogo
e fazeres do inverno
a mais ardente das estações."


Eugénio de Andrade




(Photo by Kyokosphoto on deviantART)

recantos de encanto são os braços onde me abandono. pasmo e paixão os olhos verdes de te olhar, mesmo quando não estás, janelas no sonho em que flutuo entre lençóis amarrotados, beijos doces e ternos lábios, mãos estendidas, corpos nus, a tua pele na minha, arrepios e suor num bailado róseo (tom sobre tom) que começa quando me tocas sem ver a musicalidade dos aromas com que escreves o meu nome: rosmaninho, canela, baunilha e jasmim, jardim secreto na imaginação, porto de abrigo aonde me levas para não ver que o vento sussurra segredos e a chuva espalha lágrimas e dores... mas tu não.

3 comentários:

b ú z i o disse...

gosto mt de eugénio de andrade e gostei de ler esse excerto, que desconhecia.

paixão e primavera têm a beleza dessa foto e os aromas doces que descreves.

bj e bom fim-de-semana

b ú z i o disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
b ú z i o disse...
Este comentário foi removido pelo autor.