registos, leituras, ecos, palavras, imagens, gestos, passos de dança e ensaios de voo...
aromas e sabores que (a)guardo carinhosamente





quinta-feira, 20 de maio de 2010

urbanidades

podia falar-te
de sol e de sombra,
do azul mais-azul
ou do perfume das flores
que (re)descubro a cada dia

podia contar-te
os sonhos
e os desejos
que me inspiras,
ou descrever-te
a rota dos ponteiros
do relógio da avenida
que me olha
adivinhando-me
a pressa de chegar a ti.

podia ainda escrever
sobre o abanar de cauda
que conta os segundos
que não nos aproximam
mas marcam o compasso
do tango que não sei,
- mas quero...

podia soltar o cabelo rebelde
- que espera os teus dedos,
e me rodeia o rosto
dançando enquanto caminho
(des)preocupada e muda,
surda para o mundo,
atenta apenas aos teus olhos
furtivos e singulares.

podia...
mas (a)guardarei o beijo
que me virá despertar,
e depois sim...

5 comentários:

b ú z i o disse...

eilá...isso promete! rs

NunoG disse...

magnífico!!!!

não-anónimo - sem códigos disse...

Solta o cabelo...













...ao vento.

não-anónimo - no top disse...

Vai para ali uma jogatana...

A.S. disse...

É no beijo que tudo começa...:)

AL