registos, leituras, ecos, palavras, imagens, gestos, passos de dança e ensaios de voo...
aromas e sabores que (a)guardo carinhosamente





quarta-feira, 19 de maio de 2010

(re)... começar(I)

Quando por fim voltares, traz no olhar
a nesga de areal onde algum dia
te encontrei entre a espuma e a maresia,
passeando a surpresa de haver mar.


Torquato da Luz
.
(Photo on deviantART)
.
As janelas abertas permitem uma magnífica visão do local, lá fora o oceano acinzentado ruge imparável, o vento traz o cheiro da maresia e ouvem-se os gritos das gaivotas.
O sol brinca ao esconde-esconde com as nuvens, em breve, os vidros serão açoitados pelas gotas da chuva anunciada. De momento a luminosidade intensa fere a vista, o dia amanhece prenhe de promessas, e o brilho no seu olhar denuncia a feroz intenção de o viver em pleno.

1 comentário:

b ú z i o disse...

que seja pleno de salpicos de felicidade! bj p ti